Tour de France 2009 consagra Alberto Contador. Armstrong é Terceiro.



Até nossa última postagem, na 16ª Etapa, Alberto Contador era o grande favorito ao título do Tour de France de 2009. Esse favoritismo se manteve até o final do Tour e foi se consolidando a cada etapa, até a chegada aos Champs Élysées, culminando com o já esperado título do jovem ciclista espanhol de 26 anos.

Mesmo assim, apesar da quase certeza da vitória de Contador, algumas outras perguntas iam deixando intrigados aqueles acompanham o esporte, em especial este Tour e são fãs dos seus grandes nomes. A definição das posições restantes do pódium deste Tour e o destino de alguns ciclistas e da própria equipe Astana eram algumas delas, já que nos bastidores da prova, era visível a divisão da equipe e a latente rivalidade entre Armstrong e Contador.
No fim, Contador provou estar no seu melhor momento. Armstrong, acabou em terceiro, um retorno memorável, considerando que sua preparação para este Tour acabou não saindo como planejado em função do seu acidente anterior ao Giro D'Itália e consequente quebra da clavícula. Considerando estes fatores, foi um terceiro lugar surpreendente, em um Tour que revelou Andy Schleck como um dos grandes nomes do ciclismo mundial, coroado com o vice-campeonato.


Na 17ª Etapa, os Irmãos Schleck mostraram (Saxo Bank) mostraram a sua força, com Frank vencendo a etapa-rainha do tour de France, enquanto Contador mostrava-se sempre forte e assim, mantinha a sua camisa amarela, passando a linha de chegada ao lado do vencedor, com o mesmo tempo, enquanto Andy era terceiro. A vitória nesta etapa de Frank só se deu devido ao fato de Contador ter esperado seu colega Andreas Klöden, após estar em vantagem da qual abriu mão. Mas, a partir desta etapa, a Astana passaria a se mostrar uma equipe com forte senso tático e estratégia clara, mostrando um Armstrong disciplinado que trabalharia então para os propósitos da equipe como um todo e não os seus propósitos pessoais apenas.


Já o contra-relógio, também chamado “prova da verdade”, da 18ª etapa, com 40,5 km, confirmou o espanhol Alberto Contador (Astana) como o mais forte e completo corredor do pelotão do tour de France, que venceu a prova deixando o campeão olímpico da especialidade, Fabian Cancellara (Saxo Bank), na segunda posição, a 3 segundos, mostrando toda sua força . Neste dia, Armstrong obteve um melhor tempo que Frank Schleck e regressou ao terceiro lugar na classificação geral.

Na 19ª Etapa, considerada uma etapa de transição, em dia de tréguas na luta pela camisa amarela, a 19ª etapa do Tour de France assistiu a mais um duelo de sprinters, quando Mark Cavendish (Team Columbia-HTC) foi o mais rápido, superando o norueguês Thor Hushovd (Cervélo Test Team) e ao alemão Gerald Ciolek (Team Milram), segundo e terceiro, respectivamente. Apesar da velocidade média da etapa ser alta, ficando em 46,320 km/h. Os 178 quilómetros, entre Bourgoin-Jallieu e Aubenas serviram para o descanso dos líderes, antecedendo a última e talvez uma das mais difíceis etapas de subida: o Mont Ventoux.


Já a 20ª Etapa do Tour entre Montélimar e Mont Ventoux, com 167 km, foi vencida por Juan Manuel Garate (Rabobank), sendo que a disputa pela vitória foi feita no sprint com Tony Martin (Team Columbia-HTC), únicos resistentes da fuga inicialmente empreendida no km 7 . Alberto Contador e Armstrong defenderam bem suas posições e resistiram aos ataques dos irmãos Andy e Frank Schleck (Saxo Bank). Andy tentou tudo o que podia para deixar Contador, que pedalou na sua roda do seu adversário mais direto, não dando espaço para que ele dimunuísse ou ameaçasse a sua vantagem.


A 21ª e última etapa do Tour de France 2009 foi vencida pelo britânico Mark Cavendish (Team Columbia), que conquistou o “sprint” dos Campos Elíseos, a sua sexta vitória parcial na edição, melhor “score” desde Freddy Maertens em 1979.


Assim, em uma edição em que cresceu a expectativa pelo regresso do veterano Lance Armstrong (venceu o Tour sete vezes consecutivas, de 1999 a 2005), foi o seu colega de equipe, Alberto Contador, de apenas 26 anos, quem ditou leis nos momentos decisivos da corrida, inscrevendo o seu nome novamente na galeria do Tour, com 5m34s para o norte-americano, terceiro, e 4m11s para o luxemburguês Andy Schleck (Team SaxoBank), de 24 anos, segundo e seu principal rival.

A Astana foi vencedora por equipes, colocou o alemão Andreas Kloden na sexta posição, a 6m42s. de Alberto Contador. Andy Schleck provou que vai disputar com Contador nas grandes competições do ciclismo, mas para isso terá de melhorar no contra-relógio. Por sua vez, Lance Armstrong, provou ainda ser um ciclista de eleição, regressando ao mais alto nível, a caminho dos 38 anos que completa em Setembro. Nas restantes classificações, o norueguês Thor Hushovd conquistou a camisa verde, que premeia a regularidade, enquanto a camisa da montanha foi assegurada pelo italiano Franco Pellizotti.

E tão logo acabou esta edição do Tour, o atual cenário do ciclismo mundial já começa a mudar mais uma vez, com a saída de Lance Armstrong e Johan Bruyneel da Astana, indo para a recém formada Radio Shack, gigante norte americana que possui grande cadeia de lojas focada na venda de artigos de informática e eletrônica. Lance deverá participar ao longo do próximo ano de várias provas ao redor do mundo e projeta-se sua participação no próximo Tour, sendo que sua nova equipe estima contratar outros grandes nomes da atual Astana, fiéis a Armstrong, como Levi Leipheimer, Yaroslav Popovych, Haimar Zubeldia e Andreas Klöden , tendo ainda em seus planos o atual vice campeão do Tour de France Andy Schleck.

Desta forma, caso os planos da Radio Shack se concretizem, teremos no ano que vem mais uma épica batalhae entre Armstrong e Contador, que após esta edição do Tour, trocaram farpas em declarações dadas à imprensa, onde Contador declarou nunca ter admirado Armstrong, que respondeu que não existe "eu" em uma equipe e que Contador ainda teria muito a aprender.

Apesar disso, não podemos tirar os méritos de Contador, um dos maiores ciclistas da atualidade, tido por muitos como uma das maiores promessas do ciclismo mundial para os próximos anos, que deverá marcar sua era no esporte, sendo que atualmente, assumiu a liderança do ranking mundial de ciclismo.

Tour de France 2009 - Resultados finais:


Geral


Primeiro - Alberto Contador 85h 48' 35"


Segundo - Andy Schleck + 04' 11"


Terceiro - Lance Armstrong + 05' 24"


Pontos


Primeiro - Thor Hushovd 280


Segundo - Mark Cavendish 270


Terceiro - Gerald Ciolek 172


Montanha


Primeiro - Franco Pellizotti 210


Segundo - Egoi Martinez 135


Terceiro - Alberto Contador 126


Jovem


Primeiro - Andy Schleck 85h 52' 46"


Segundo - Vincenzo Nibali + 03' 24"


Terceiro - Roman Kreuziger + 10' 05"


Equipas


Primeiro - Astana 256h 02' 58"


Segundo - Garmin-Slipstream + 22' 35"


Terceiro - Saxo Bank + 28' 34"


Vídeo da vitória de Cavendish nos Campos Elíseos




Equipe Rodociclo

Comentários