Perfil: um pouco da história e da vida de Maurício Pontes














Como comentei em uma postagem anterior, faríamos postagens com o perfil do pessoal que faz o dia-a-dia da Rodociclo Bike Shop. Como o pessoal aqui é um pouco tímido e não costuma falar muito de si, acabei encabeçando a lista e agora é a vez do Maurício, que ontem foi segundo colocado na prova que participou em Campo Bom, pela abertura do Circuíto Vale dos Sinos de Ciclismo. O Flávio, que conquistou pódio em 4º no MTB, em São Marcos, é nossa "próxima vítima" em potencial...

Quando interpelado sobre sua vida, Maurício me respondeu de forma objetiva a todas as perguntas que fiz, com uma certa pontinha de desconfiança, mas muito seguro do que me dizia. Logo, vou me permitir falar um pouco da vida deste amigo e mais recentemente, colega de trabalho, com o qual venho aprendendo muitas coisas com relação ao ciclismo e ao mundo das bikes e tenho partilhado da amizade e companhia em alguns treinos e retornos ao final de algumas jornadas de trabalho.

Assim, vamos falar um pouco da vida e da história desse ciclista de 29 anos, mecânico de bicicletas há 15, que há cerca de três anos trabalha aqui na Rodociclo. Pessoalmente, eu conhecia o Maurício mais de vista, pelo menos até o final do ano passado, quando comecei a acompanhá-lo, junto com mais amigos em alguns treinos noturnos. Foi uma das épocas que mais rodei nas noites e adquiri boa forma, tendo também a oportunidade de acompanhar, por alguns momentos, a sua dedicacação e esforço, no sentido de conciliar o trabalho corrido e os treinos, com o objetivo de alcançar bons resultados nas provas das quais participa.

Hoje, um dos atletas de melhor nível da Startec/D'Tools/Rodociclo, Maurício vem correndo pela Elite, categoria máxima do ciclismo regional e vem obtendo bons resultados em todas as provas que participa. Mas esses bons resultados não vieram da noite para o dia. Maurício participa de competições desde 1996, quando correu na categoria juvenil, passando pela Mountain Bike em 2003 e 2004 e correndo pela Sub 30 até o ano passado. Neste período, ele nem sempre participou de provas, ao longo de todos os anos, mas sempre manteve sua ligação com o esporte, considerando seu trabalho, que é intimamente ligado à bicicleta e ao ciclismo.

Aqui em nossa oficina, o que vemos é um mecânico extremamente organizado e dedicado, muito rigoroso em seu trabalho, ainda mais quando mexe com as bicicletas que são sua paixão, as speed's. Todo esse empenho e conhecimento são decorrentes de anos de trabalho, no qual adquiriu muito conhecimento e prática, não só consertando mas usando e testando equipamentos em treinos e competições.


Quando perguntado sobre quais momentos no ciclismo foram mais marcantes, ele recorda da recente participação na Copa Master em Joinville/SC, sua primeira prova fora do estado, onde teve contato com atletas de nível nacional de diversas regiões do Brasil e também com uma competição de maior grau de exigência.

Outra prova marcante, segundo ele, foi a Volta de Vacaria, disputada no ano passado, que lhe rendeu o terceiro lugar na classificação geral da Sub-30. Recentemente, Maurício também venceu na Copa Master, realizada em Igrejinha, em 19/07/09, mesma data que correu pela FGC em Sapiranga, também tendo grande participação. Já neste domingo, apoiado pelos ciclistas Marcione e Canela, Maurício trabalhou forte para manter a fuga que colocou os três atletas no ponto mais alto do podio da Master-A, em um verdadeiro trabalho de equipe.

Tirando fora o lado profissonal e ciclista, o Maurício que eu e outros amigos e colegas de trabalho conhecemos no dia-a-dia é um camarada simples, sempre bem-humorado, prestativo e paciente, uma das suas características pessoais mais marcantes. Diferente de muitos ciclistas de alto nível, apóia os iniciantes que desejam ingressar no esporte, compartilha dicas e experiências com a humildade de quem sabe seu potencial, sempre com muita calma e naturalidade.

Mais que um ciclista de competições apenas, também usa a bicicleta para seus deslocamentos diários, percorrendo duas vezes ao dia os 18 quilômetros que separam sua casa de seu trabalho, oportunidade que também é usada para treinos, estes na faixa dos 60 a 80 km. Como ele mesmo diz, seu lugar preferido para treinar é a Zona Sul, saindo do centro, no trecho compreendido entre as avenidas Beira-Rio, Icaraí, Campos Velho, Cavalhada e Juca Batista, onde há noite, muitos ciclistas aproveitam o bom asfalto e o menor movimento para realizarem seus treinos, no falso plano de cerca de dez quilômetros ao longo da avenida.








Perfil:












Nome: Maurício Pontes

Idade: 29 anos.

Área de atuação: Mecânico de Bicicletas

Tempo de ciclismo: Aproximadamente 13 anos.

Km média de treinos atual: 400 km por semana.

Bicicleta: Vicini Pilot com Grupo Shimano Tiagra.

Modalidades: Ciclismo de estrada

Lugar preferido para pedalar: Zona Sul de Porto Alegre.

Lugar inesquecível: Joinville - Copa Master 2009

Equipe Rodociclo.

Comentários