Aconteceu: Treino secreto no Caravaggio...


Passamos a semana passada inteira planejando esse dia. O objetivo: Encarar uma boa serra e fazer uma inspeção no circuíto do Caravaggio, em Farroupinha/RS, onde ocorrerá uma prova válida pelo Campeonato Gaúcho de Ciclismo de Meio Fundo, no próximo dia 19 de dezembro.


Assim, para podermos aproveitar a pedalada, saímos muito cedo de carro de Porto Alegre rumo a Bom Princípio, que seria o ponto de partida da aventura. Os aventureiros: Sandra dos Santos Silveira, Paulo Felipe e eu. Pouco depois do centro de Bom Princípio, deixamos nosso carro de apoio em um posto junto à estrada e partimos rumo ao Caravaggio, cientes que teríamos que encarar uma dura subida de quase 15 km.

Os km iniciais, mais planos, foram no ritmo de giro para aquecer. A média da subida foi de 12 a 15 km/h. Logo no começo, o Felipe furou um pneu (está virando hábito!) e paramos. Neste momento, um grupo de cerca de 10 ciclistas se que preparava para a subida e vinha em nosso encalço nos passou. Reconhecemos alguns competidores de equipes da região serrana. Ainda brinquei "deixa que a gente busca eles..."


Pneu consertado, seguimos escalando até o topo da serra, onde o clima mais ameno se faz sentir. Já na cidade, poucas opções para comer. O único restaurante aberto tinha fila de espera... Acabamos fazendo apenas um lanche e seguimos de forma tranquila pelas ruas de paralelepípedo da cidade, até cruzarmos a rota do sol e entrarmos no acesso ao Santuário.

Lá, aproveitamos para dar uma descansada do almoço, bater algumas fotos (o santuário impressiona pela sua imponência e beleza) e depois dar algumas voltas no circuíto, que é bem técnico, com muitas curvas, subidas, descidas e claro, muitos pontos com vento contra e lateral.

A volta se deu pelo mesmo trajeto da ida, descendo a serra com algum vento contra, mas mesmo assim, registrando uma máxima de 68 km/h! Como retornamos cedo, quase não teve movimento e essa era nossa intenção, pois a descida ali é muito estreita e à beira de verdadeiros precipícios. Os poucos veículos que nos ultrapassaram foram bem solidários, nos acompanhando nos trechos mais estreitos. Na volta, encontramos nossos colega Rafael, que juntamente com mais dois amigos, também clientes aqui da loja, voltavam de um giro por Nova Petrópolis, mas essa é uma história para outra postagem...


Aproveitamos para algumas compras nas tendas coloniais da região, onde se acha muito queijo colonial, cucas e outras iguarias e voltamos a Porto Alegre, onde a noite terminou com uma macarronada de confraternização.



Nossos agradecimentos aos amigos e companheiros de pedal. Esperamos que tanto Sandra como Felipe venham a lograr êxito na sua participação na prova e para tanto, estamos programando repetir a dose antes da prova! Mas esse vai ser mais um "treino secreto"...

Equipe Rodociclo

Comentários