Chegou mais um novo ano... Viva seu 2012 sob uma perspectiva diferente!

Passados os primeiros vinte e poucos dias do ano, aqui vamos nós para mais uma longa jornada. Embora já não seja tão comum ouvir ou desejar um ótimo ano, nosso ano ainda está começando e estamos agora na melhor época para dar forma aos anseios e expectativas que trouxemos da virada do ano.

Diz um texto de Carlos Drummond de Andrade que no momento que o homem dividiu o tempo em anos, nos deu a oportunidade de, ano após ano, renovar nossas energias, como quem industrializa a esperança. No final de um ano, chegamos à exaustão, então começa um novo ciclo. Um ciclo de renovação das esperanças. Esse é o ciclo da vida!

E é nesse tempo que a nossa vida começa a retomar seu ritmo, sua normalidade, que terá seu ápice em março, quando, segundo um dito popular, o ano começa de verdade... Mas este período inicial é muito bom para fazermos uma reflexão e mesmo organizarmos a nossa casa. Para nós, da Rodociclo, o ano já começou muito antes de 2011 acabar.

Aliás, o ano de 2011 foi um ano próspero, de muitas melhorias aqui na Rodociclo, interna e externamente. Trabalhamos muito. A loja cresceu visivelmente. Conseguimos novos fornecedores e parceiros de negócios. Visitamos mais uma vez a Bike Expo (confira clicando aqui), que em 2011 esteve maior e mais repleta de novidades que nos outros anos, permitindo que "preparássemos nossa casa" para o ano de 2012, com as mais novas tendências do mercado a nível nacional e mundial. Mantivemos nosso foco no sentido de garantir bons preços e qualidade no atendimento. Adotamos códigos de barras para nossos produtos, propiciando maior transparência e organização para o consumidor na hora da compra. Ampliamos a oficina, aumentamos nosso ferramental, investimos em treinamento e qualificação para os nossos profissionais, tanto na área de manutenção como nas vendas, através de treinamentos e seminários, como os realizados junto às marcas Shimano e Sram.

Estamos conseguindo trazer para nossos clientes os produtos top de linha do mercado com um tempo bem reduzido entre seu lançamento e a chegada em nossa loja. Pedalamos muito! Sim!!! Logo estaremos publicando o nosso ranking anual, que registra o uso da bike por nossos colaboradores. Foram quase 73.000 km rodados ao longo do ano, seja em treinos, passeios, ou mesmo a trabalho. Isso daria quase duas voltas ao mundo (já que esta tem pouco mais de 40.000 km).

Esta postagem estava sendo escrita há dias, mas parecia que faltava algo a ser dito. Então, nos deparamos com uma matéria muito interessante, que de forma genial, foi publicada na revista "Bicicleta", aliás, mais uma  excelente publicação, típica dessa revista que desde a sua primeira edição, nos conquistou com seus textos extremamente conscientes e críticos (vide o texto "Andar de Bicicleta: sinal de pobreza?"), entre outros, cuja leitura sempre recomendamos aos nossos clientes, que podem adquirir a publicação em nossa loja.


A matéria que nos referimos, e que gostaríamos de dividir com nossos leitores, conta a história da holandesa Monique Van der Vorst, que atualmente tem 27 anos, e que recentemente sofreu "um acidente conveniente". Este é o título da matéria publicada, que mostra a história de superação da menina que aos 13 anos, que após complicações decorrentes de uma cirurgia em um dos tornozelos, perdeu os movimentos da perna.


Incentivada por amigos e pelos pais, Monique decidiu dedicar-se ao ciclismo, seu esporte favorito, sendo que como atleta paraolímpica, conquistou seis títulos europeus e três mundiais. Em 2008, no entanto, um grave acidente envolvendo um carro e sua bicicleta adaptada levou a atleta para a cadeira de rodas, com paralisia da cintura para baixo. Segundo os médicos, ela deveria estar feliz por estar viva...



O que seria uma tragédia para muitos, para Monique foi mais uma prova de força e superação. sendo que já em 2009 a atleta, após longa e dolorosa recuperação, procurava novas competições para participar, agora em uma cadeira de rodas. Desta forma, participou de uma corrida de sete dias no Alasca, onde venceu as oito etapas da competição e também um Ironman no Hawaii, sendo eleita a para-atleta do ano em seu país.




Já em 2010 a vida de Monique Van der Vorst foi novamente marcada por mais um acidente (com um ciclista desta vez) que mudaria drasticamente sua vida, mas para melhor. Após este acidente, ainda em fase de recuperação, um formigamento nos pés foi o primeiro dos sintomas que culminaria com a volta da sensibilidade e dos movimentos nos membros inferiores. Após quase 13 anos em cadeiras de rodas e bicicletas adaptadas, Monique voltava a caminhar.



Em 2011, Monique, que terminou o ano com chave de ouro, sendo convidada a participar da equipe profissional Rabobank, realizou uma viagem de bicicleta de 3.086 km da Itália para a Holanda. Conheça mais da vida desta atleta no seu site: http://www.moniquevandervorst.com .



Esse é um grande exemplo, vindo de uma jovem de apenas 27 anos, porém dona de uma história de vida marcante, onde nos mostra que devemos olhar mais para as capacidades das pessoas do que para os seus defeitos!

Viva seu 2012 sob uma perspectiva diferente!

Um grande ano para todos nós e obrigado aos nossos leitores pelos 75.000 acessos!

Texto baseado na matéria "Um Acidente Conveniente" da revista Bicicleta nº13 - Jan/2012.

Equipe Rodociclo

Comentários