Tour de France 2012: Valverde vence e Wiggins consolida liderança.

Alejandro Valverde (Movistar) wins stage 17 of the Tour de France
Alejandro Valverde - o grande vencedor do dia


Poucas são as novidades deste Tour de France nas últimas etapas, uma vez que o camisa amarela Bradley Wiggins cada vez mais consolida sua liderança e deixa seus principais adversários mais longe na classificação geral. As maiores emoções estão nas disputas por etapas e nos talentos individuais de alguns ciclistas, uma vez que o grupo que disputa a camisa amarela, como sempre, costuma fazer uma prova controlada, metódica, sempre dosando as forças, com forte marcação entre os líderes por tempo. 




Neste cenário, Wiggins (Ski), atual líder, o segundo colocado, seu colega de equipe Christopher Froome e Vincenzo Nibali (Liquigás), estão mais próximos, chegaram praticamente juntos na etapa de ontem e é entre eles que se trava a maior batalha, sendo que Wiggins está em uma posição um tanto tranquila, apoiado fortemente por sua equipe e pelo seu colega que está na segunda colocação. Hoje Wiggins ampliou sua vantagem e chegou na roda do seu colega Froome, que ficou em segundo, atrás de Valverde. 


E etapa após etapa, grandes mitos vão perdendo seu encanto e revelando quem realmente está em alta neste Tour e tem condições de disputar o título ou mesmo terminar a prova com maior renome e reconhecimento por seus méritos.







Alejandro Valverde, uma das grandes promessas do ciclismo dos últimos anos, hoje com 32 anos, não teve nenhum resultado representativo neste Tour até hoje, quando faturou a etapa entre Bagnères-de-Luchon / Peyragudese. Chegou 19 segundos à frente de Froome e Wiggins, que aumentaram a diferença que tinham para Nibali e Evans. Valverde estava até então em 21º na geral, duas posições atrás de seu colega de Equipe Alberto Rui Costa, melhor colocado da Movistar neste Tour. Traz consigo títulos como Volta da Espanha e algumas das Grandes Clássicas, mas já foi acusado de dopping, tendo se afastado do ciclismo em função dessas acusações. 

Thomas Voeckler, da Europcar

Thomas Voeckler é um nome que sem dúvida vai entrando para a história da prova, por ser um dos mais aguerridos e combativos ciclistas do pelotão. Ano após ano, Voeckler vinha se destacando após conseguir vitórias em etapas abrindo grandes vantagens e sendo protagonista de longas fugas. No ano passado conservou a camisa amarela por várias etapas e terminou o Tour com um memorável quarto lugar. Este ano, apesar de estar longe de repetir seu mérito Voeckler venceu duas etapas, a (10ª e a 16ª, realizada ontem), detendo também a camisa de bolas vermelhas (melhor escalador) e recebendo a menção de ciclista mais combativo do pelotão. Na etapa de número 15, ele ainda chegou em terceiro, muito próximo de vencer mais uma etapa. Grandes méritos para este ciclista de 33 anos que cada vez mais mostra seu valor, não se intimidando nem mesmo diante dos grandes nomes favoritos ao título. 

Pierre Rolland vence a 11ª etapa do Tour de France 2012

Pierre Rolland é outro nome de destaque neste Tour. Da mesma equipe de Thomas Voeckler (Europcar), que ocupa atualmente a 9ª colocação, tendo sido um dos destaques do último Tour de France. Vencedor da  11ª etapa, trata-se de um jovem  de 25 anos muito combativo e talentoso, especialmente em escaladas, que promete resgatar o brilho do ciclismo francês nas grandes voltas e dar muitas alegrias ao seu país nas próximas temporadas. 


Davi Millar foi o vencedor da 12ª etapa. O experiente ciclista da Garmin, também ótimo contra-relojista comemorou muito a sua vitória (quarta em etapas do Tour de France), passando a linha de chegada no limite das suas forças. 

Fabian Cancellara liderou Tour de France 2012 por uma semana

Fabian Cancellara foi outro nome de destaque neste Tour, mas acabou abandonando a prova após vestir a camisa amarela na primeira semana e vencer o Prólogo. Cancellara alegou o nascimento do seu segundo filho, mas sabemos que seu objetivo maior é a participação nos Jogos Olímpicos, onde é franco favorito, estando em grande forma, como mostrou neste Tour de France. Muitos dos seus grandes rivais estão na prova, mais um fator a seu favor, deixando assim Cancellara mais perto do Ouro Olímpico. 

Bicicleta de Alessandro Petacchi, da Lampre

Alessandro Petacchi foi outro ciclista de grande renome que acabou rendendo menos que o esperado. Seu melhor resultado foi um segundo lugar na quarta etapa e acabou abandonando a prova após uma queda na 11ª etapa (veja com ficou sua bicicleta na foto acima). Sprintista nato, estava em quinto lugar na luta pela Camisa Verde (pontos).

Andre Greipel vence 13ª etapa do Tour de France 2012

André Greipel é um dos grandes nomes deste Tour. Venceu três etapas, incluindo a 13ª e está em segundo lugar na luta pela camisa amarela, atrás de Peter Sagan. Famoso pelo seu poderoso sprint, tem ainda dois segundos lugares, tendo perdido uma chegada para Mark Cavendish e outra para Peter Sagan.

Ciclista espanhol Luis Sanchez vence 14ª etapa do Tour de France 2012

Luis Leon Sanchez venceu a 14ª etapa, marcada por muitos furos causados por tachinhas que furaram os pneus de vários ciclistas. Cadel Evans foi um dos maiores prejudicados, tendo conseguido se juntar ao pelotão apenas no final da etapa. Destaque para a atitude de Bradley Wiggins, que diminuiu o ritmo do pelotão alegando que seria correto esperar Evans. Nesta etapa, peter Sagan esteve presente e chegou em segundo lugar. Sanchez mantém assim sua tradição de ganhar etapas nas edições do Tour de France das quais participou. 

Pierrick Fedrigo vence 15ª etapa do Tour de France 2012

A 15ª etapa foi vencida por Pierrick Fedrigo, que comemorou muito sua segunda vitória em etapas do Tour em três anos de participação, após uma fuga que abriu vantagem de quase 12 minutos para o pelotão, sem alterar porém a classificação geral. 



Frank Schleck foi uma das decepções deste Tour, afastado por sua equipe após resultado positivo para o diurético Xipamide. Ele, que na edição passada foi um dos destaques do Tour de France, ao lado do seu irmão Andy Schleck, era um nome forte no pelotão e uma grande esperança da Radioshack/Nissan, que passou recentemente por uma crise que culminou com a saída de Andy. Estava em 12º na geral e agora deverá aguardar os desdobramentos do caso. 


Vinokourov Alexandre 


Alexandre Vinokourov é um dos destaques da Astana. Um dos ciclistas mais fortes do pelotão, chegou a anunciar a sua aposentadoria, mas está competindo para ajudar sua equipe Astana, que tem Brajkovic Janez em 8º na geral. Entrou no Tour com a meta de ganhar uma etapa. Chegou em 4º na 16ª etapa e está em 32ª na geral. 




Ivan Basso é outro grande ciclista que está "desaparecido" neste Tour de France. Quinto no Giro deste ano, o Bicampeão da prova italiana (2006 e 2010) está em 27º na geral e sua melhor colocação foi um 20º lugar. Mas vindo de um desgastante Giro D'Itália, é de se esperar que o desempenho do ciclista não seja o mesmo. 


Cadel Evans tem pneu furado por tachinha na 14ª etapa do Tour de France

Cadel Evans, atual campeão do Tour vem se esforçando, mas a cada dia está mais longe do título. Na 14ª etapa acabou prejudicado pela sucessão de pneus furados atribuída a uma sabotagem, na qual tachinhas foram jogadas no asfalto. Por uma atitude "Fair Play" de Wiggins, o pelotão aguardou que Evans retornasse, uma vez que o ocorrido se deu quando os integrantes de sua equipe estavam longe. Chegou a estar em segundo e atualmente é 6º na geral, a  09' 57'' do líder, depois da etapa de hoje, quando chegou em 18º e quase dois minutos, que somado ao tempo anterior, torna-se uma diferença muito grande, difícil de ser compensada. 



George Hincapie, atualmente na BMC, é o lendário gregário de Lance Armstrong, que bate o recorde de participações em Tour de France (17 no total), que completa 39 anos no próximo dia 29. Está em 38º na geral e tem como missão apoiar Evans. 


Mark Cavendish venceu uma etapa com grande mérito, fazendo uma ótima chegada ao superar Greipel na terceira etapa, mas desde então, está longe do brilho dos outros anos. Com Peter Sagan andando forte e Greipel também estando presente, a estrela de "Cav", como era conhecido brilhou menos e ele é o quarto colocado na luta pela camisa verde, nas mãos de Sagan. O que temos visto é um ciclista que tem apoiado sua equipe e mesmo chegou a ser visto à frente do seu pelotão, auxiliando os demais, já que Wiggins, atual camisa amarela é seu companheiro de equipe e compatriota. Com as chegadas das montanhas, resta pouco trabalho para os sprinter's e vamos aguardar a última etapa, no Champs-Elysées, domingo, quando Cav deve ser liberado pela equipe para lutar pela sua 22ª vitória em um Tour de France, que será a quarta consecutiva na última etapa, se ele triunfar. 


Bradley Wiggins no Tour de France 2012


Bradley Wiggins é o atual líder do Tour. O camisa amarela não é nenhuma surpresa para quem acompanha sua carreira e sua evolução na prova ano após ano. Atleta vindo do ciclismo de pista e velódromos, já foi quarto colocado no Tour de 2009. Tem mudado seu estilo de pedalar e mesmo seu biotipo, que lhe rendeu nas pistas bronze em 2004 e ouro em 2008, nas Olimpíadas. Também é um especialista no contra-relógio, tendo andado à frente de Evas e mesmo Cancellara neste Tour. Com uma vantagem confortável de mais de dois minutos para Vincenzo Nibali, é franco favorito ao título de 2012, já que agora resta uma etapa na qual não deve haver mudança na classificação e um contra-relógio, uma de suas especialidades, onde deve ampliar a vantagem para os demais. 
Christopher Froome no Tour de France 2012

Chris Froome leads Bradley Wiggins (Sky)


Diga-se de passagem que Froome, que tem ditado o ritmo da prova para Wiggins, inclusive esperando-o, como foi nítido na etapa de hoje. Froome está a cada etapa mostrando que está em ótima forma física e o que já se pergunta é se o gregário do capitão da Sky, se liberado para impor seu ritmo, não estaria com a camisa amarela no seu lugar. 



Ficheiro:Vincenzo Nibali - 2009 Tour of California (3312117428).jpg




Vincenzo Nibali é a aposta da Liquigás, tendo na sua carreira um título da Volta da Espanha em 2010 e um segundo lugar no Giro de 2011, está há pouco mais de dois minutos do líder. Hoje tomou mais 18 segundos e agora fica um pouco mais longe da liderança, mas ainda assim, é um ciclista que pode ameaçar Wiggins.




Menchov Denis


Denis Menchov. Não poderíamos esquecer dele. Campeão do Giro D'Itália 2009, está fazendo um Tour apagado, uma vez que seu nome poderia ser incluído entre os favoritos. Correndo atualmente pela KATUSHA TEAM, está longe das glórias dos anos anteriores, sendo que nos dois últimos anos, não conquistou nenhum título representativo, embora seja o atual Campeão Nacional Russo.


Este é o cenário que está montado para o Tour de France 2012, que amanhã tem uma etapa de 222,5 km, com perfil acidentado, mas sem grandes montanhas. Dificilmente teremos grandes alterações nas classificações. Esta etapa antecede o contra-relógio de sábado, onde Wiggins é favorito. Restará a última etapa, no Champs-Elysées, onde o vencedor do Tour normalmente já é conhecido e chega em Paris consagrado como campeão. 


Stage profile

Cordiais saudações aos nossos leitores!
EQUIPE RODOCICLO

Comentários