Londres 2012: Hoje é dia de contra-relógio. Cancellara é dúvida e Wiggins é favorito.

Hoje é dia de contra-relógio individual nos Jogos Olímpicos de Londres, uma das modalidades mais puras do ciclismo, pois testa o atleta individualmente, sem equipe, sem pelotão, sem vácuo. Não desmerecendo talentos individuais que levam os sprintistas e ciclistas de estrada à vitória em provas em que correm em pelotão, é nessa modalidade que os mais fortes e regulares mostram seu talento, pilotando verdadeiras máquinas de velocidade com médias absurdas, acima dos 50 km/h!!!

Miguel Indurain, uma lenda no esporte, 
especialista na modalidade, cinco vezes campeão do Tour de France.

Nesta modalidade, alguns nomes mundialmente famosos estão em Londres e mostrarão seus talentos, embora os Jogos Olímpicos tenham ocorrido muito próximos do Tour de France, que acompanhamos aqui pelo nosso blog com nossos leitores, uma das provas mais tradicionais e senão a mais importante do calendário mundial, onde estiveram presentes alguns dos mais fortes atletas da modalidade representando suas equipes.

Bradley Wiggins no Tour de France 2012

Agora, eles voltam a entrar em cena, mas com as camisas dos seus países. O atual campeão do Tour de France Bradley Wiggins estárá presente. Wiggins conquistou medalha olímpica em outras modalidades. Foi bronze em Sydney 2000, ouro, prata e bronze em Atenas 2004 e dois ouros em Pequim 2008, nas provas de perseguição individual e por equipes. Um especialista da modalidade contra-relógio, é o grande favorito,  a dar uma medalha aos britânicos nestes jogos, após a frustração de sábado na estrada. Mas vindo de uma prova tão longa e desgastante como o Tour, não sabemos se ele mostrará toda sua performance, embora tenha ganho o último contra-relógio contra os atletas mais fortes do mundo, ou quase todos... 

Cancellara, em uma de suas apresentações, em 2012

Isso porque o suíço Fabian Cancellara não estava presente. Campeão do Prólogo da prova, com uma média acima dos 53 km/h, o atual campeão olímpico abandonou o Tour quando perdeu a camisa amarela e suas chances de estar na ponta se foram, com a chegada das montanhas. Cancellara, um ciclista de porte avantajado, não possui perfil para ganhar uma grande volta em meio às montanhas, mas na estrada é uma verdadeira locomotiva, esbanjando uma potência em torno de 550 watt's, só comparada por Miguel Indurain, um dos maiores ciclistas da história. 


Apresentação em Pequim, 
quando foi Campeão Olímpico

Cancellara, que no ano passado não fez uma grande temporada, este ano voltou em grande forma, apesar de ter quebrado a clavícula em abril na Volta de Flanders, recuperando-se após cirurgia e colocação de pino. Atual campeão olímpico, no entanto, o suíço sofreu uma queda na prova de estrada que liderava, no sábado, há poucos km da chegada e passou desde então em recuperação de fortes dores, o que prejudicou sua preparação, embora após exames não tenha sido detectada nenhuma fratura. 

Cancellara com fortes dores após queda na prova de estrada

Outros nomes como Christopher Froome, seu companheiro de equipe e vice-campeão do Tour de France, Tony Martin, campeão mundial da prova contra-relógio de 2011 e terceiro em 2009 e 2010, o tricampeão mundial Michael Rogers,o francês Sylvain Chavanel, o americano Taylor Phinney, e o espanhol Luis León Sánchez têm chances e prometem boas apresentações. Acompanhe a prova, que terá 44 km, que terá a presença de ATLETAS BRASILEIROS ao vivo no link: 

Equipe Rodociclo

Comentários