Volta da Espanha 2012. Valverde vence e Rodriguez segue líder.

Hoje tivemos mais uma chegada em montanha na Volta da Espanha 2012, a terceira com essa característica nesta edição, mais uma oportunidade dos escaladores mostrarem seu talento, especialmente os favoritos, que precisam mais do que nunca estar atentos aos movimentos dos seus principais adversários. O espanhol Joaquin Rodriguez segue líder, com uma vantagem de 33 segundos para Froome, 40 segundos para Contador e 50 segundos para Valverde, sendo que estes são os quatro nomes que até agora têm ditado o ritmo das montanhas. Robert Gesink é atualmente o quinto colocado e assim como Igor Anton é um dos ciclistas que pode estar entre os top 5 desta Vuelta


Nesta oitava etapa, repetiu-se a chagada do terceiro dia, com Valverde vencendo Rodriguez, segundo colocado e Contador, que chegou em terceiro, todos muito próximos, com o mesmo tempo. Froome  foi quarto, chegando com 15 segundos de atraso. A vitória parecia ser de Contador, mas Valverde mostrou sua força e venceu mais uma vez, mostrando que está bem mais em forma do que a crítica vinha afirmando a seu respeito. Vencedor também de uma etapa no Tour de France, muitos afirmavam que ele não teria condições de estar entre os melhores nesta Volta da Espanha. Contrariando as apostas, o ciclista da Movistar vem fazendo uma ótima prova, com duas vitórias e um terceiro lugar na sexta etapa. Se não fosse a queda que sofreu na quarta etapa, talvez ainda estivesse com a camisa de líder. 


Rodriguez tem se mostrado um ciclista surpreendente. Venceu a sexta etapa, foi segundo colocado na terceira e oitava. Foram estas, justamente, as etapas de montanha, e assim, o espanhol vem mantendo-se com a camisa vermelha de líder. O que nos resta saber é se ele conseguirá manter-se na ponta, já que a diferença para os demais adversários diretos (Froome, Contador e Valverde) é menor que um minuto, caracterizando esta edição por ser de grande equilíbrio e disputa. 

Já Froome e Contador são um caso à parte. Os dois ciclistas aparentemente ainda não mostraram todas as suas forças, mas estão competindo de forma muito proporcional, como que estudando os adversários diretos e aguardando o momento ideal para conquistar terreno.

Já no plano, o Show tem ficado por conta da grande velocidade em alguns trechos. Na sexta e sétima etapas, nos quilômetros finais, assistimos o pelotão andando forte, puxado há mais de 70 km por hora! As tentativas de fuga foram sempre neutralizadas pelo pelotão, sempre muito compacto, com as equipes  revezando muito em um ritmo alucinante!


É neste cenário que O alemão John Degenkolb, da Argos-Shimano, tem mostrado sua força. Vencedor de três etapas, o ciclista mostra que veio com tudo para esta Volta, que ainda promete muitas emoções, tanto no plano como nas montanhas. Serão 21 etapas (estamos na 8ª apenas), sendo que teremos algumas subidas na 11ª etapa e depois apenas as montanhas voltam na 14ª, 15ª, 16ª, 17ª e 20ª etapas, sendo esta última, talvez, a mais difícil. As demais serão uma oportunidade dos escaladores descansarem e os velocistas mostrarem seu talento em fugas e chegadas de tirar o fôlego!

A etapa de amanhã tem 196,3 km entre Andorra e Barcelona. Será uma etapa longa e relativamente plana. Agora, nos resta esperar o desenrolar da prova, que como toda grande volta, deve ser decidida nas montanhas!

La Ruta


Equipe Rodociclo

Comentários