Volta da Espanha 2012: Rodriguez vence e amplia vantagem.


Muitos segundos se passaram enquanto você lê estas linhas, mas no mundo do esporte profissional, um segundo pode fazer toda a diferença. Nesta edição da Volta da Espanha, vimos nesta quarta o então líder Joaquin Rodriguez manter a liderança conquistada ao longo de várias etapas, surpreendendo quem esperava ver Contador dominando a prova ou um duelo seu com Froome. 


Alberto Contador, até então cumprindo suspensão de dois anos, está retornando às competições, embora tenha muita experiência, talento e seja um dos melhores escaladores da atualidade, está sem ritmo de prova, o que faz muita diferença. Já Froome, vindo de um desgastante Tour e tendo participado dos Jogos Olímpicos de Londres, está fazendo uma ótima participação nesta Vuelta, mas acreditamos que se estivesse no mesmo nível do Tour, estaria dominando as etapas de montanha. Embora ainda tenha chances de vencer, hoje tomou mais alguns segundos preciosos, que deixaram claro que ele tem fortes adversários a vencer se quiser ser campeão.

No Tour, em muitos momentos, o Froome que ditava o ritmo e parecia "segurar-se" para ajudar seu capitão Wiggins, que viria a ser campeão, agora mostra em alguns momentos que não consegue impor o mesmo ritmo. Já quem está roubando a cena é Rodriguez, que para muitos, não passaria da 11ª etapa, um contra-relógio onde Froome e Contador eram favoritos e não decepcionaram, andaram forte! Mas para a surpresa de todos, o Camisa Vermelha fez o sétimo tempo e barrou Alberto Contador por apenas um segundo. Um mísero segundo!

E hoje, na estrada, após mais de 190 km, Joaquin Rodriguez atacou na escalada final, que apesar de curta, foi o suficiente para quebrar o pelotão, abriu vantagem, e partindo para a sua segunda vitória em etapas ampliou a diferença ontem de 1 para 13 segundos, dando uma amostra de que está em forma e pretende lutar pelo título. Logo atrás de si, estavam  Contador, seguido Valverde, Gesink (que deve fechar o top 5 da Vuelta) e Froome. Com isso, a briga espanhola pela vitória fica clara, tendo três espanhóis entre os cinco primeiros colocados na geral. Só basta saber em que ordem será montado esse pódio. 


Como prevíamos, houve uma tentativa de fuga, que abriu cerca de quatro minutos, mas acabou sendo neutralizada pelo pelotão, uma vez que o trecho final da etapa era favorável para um embate entre os líderes. Amanhã, o pelotão pedala na mítica região de Santiago de Compostela. Serão 172,8 km sinuosos, com subidas e descidas, sendo que o maior adversário dos ciclistas será o vento do Atlântico.

Talvez não existam outras grandes revelações para esta Vuelta 2012, mas certamente, a luta pela camisa vermelha promete pegar fogo nas próximas etapas, uma vez que temos os quatro primeiros colocados muito próximos, todos ciclistas experientes e com um retrospecto de vitórias. Para Rodriguez, em especial, que vive talvez seu melhor ano, já que em sua carreira tem uma etapa na Vuelta a España 2003 e outra no Tour de France 2010, e foi o 2º colocado no Giro d'Italia 2012, seria então o momento de deixar seu nome na história do esporte do seu país e do ciclismo mundial. 

Equipe Rodociclo

Comentários