Bicicletas Fuji: Uma tradição secular que é sinônimo de qualidade!



Você já ouviu falar na marca de bicicletas Fuji? Até alguns anos, elas eram eram pouco vistas em nossas ruas, mas devido ao lançamento de novos modelos e à globalização das grandes marcas, na qual a Fuji se enquadra, ela vem se tornando aos poucos bastante popular, por trazer aos seus clientes bicicletas belas, bem acabadas, com boa gama de componentes e preços atrativos. 

De origem norte-americana, a marca tem seu polo de produção sediado em Taiwan, como a maioria das grandes marcas, porém, sua história é literalmente secular, sendo descendente de Nichibei Fuji Cycle Company, Ltd. que originalmente se estabeleceu no Japão em 1899. O nome e logotipo foram inspirados no Monte Fuji , um símbolo força e resistência do Japão, sendo que mais tarde a empresa foi comprada pela  Advanced Sports Internacional da Filadélfia.

Depois da fundação, em 1899 a Fuji foi crescendo no mercado japonês, de forma de em 1920 era  marca mais popular do país. Na década de 30, a Fuji criou a primeira corrida nacional entre Osaka e Tóquio, patrocinando a equipe vencedora, corrida essa que ocorre até os dias atuais. 

Na década de 50, a Toshoku América adquiriu os direitos de distribuição das Fuji fabricadas nos Estados Unidos. Durante este período, a marca tornou-se parceira de vários empreiteiros de fornecimento de peças para bicicletas japonesas, incluindo Indústrias Ciclo Sugino e SunTour , expandindo seu mercado para Ásia. A marca foi usada pela equipe japonesa de ciclismo nos Jogos Olímpicos de 1964, 1968 e 1972



Na década de 70, a marca  desempenhou um papel importante no ciclismo americano, introduzindo a produção em massa de bicicletas com 12 marchas, sendo sinônimo de qualidade e custo acessível. Nos anos 1980, aumentou sua gama de bicicletas de passeio e em 1986 foi uma das primeiras marcas a trabalhar com estruturas de titânio.

Neste período, no entanto, a crescente demanda por bicicletas mountain bike fez com que a Fuji perdess terreno para outras macas, também sendo umas das últimas grandes fabricantes a transferir seu polo de produção para Taiwan, o que fez com que suas bicicletas acabassem sendo um pouco caras no mercado americano. Nos anos 90, mesmo com a nova linha de produção e novos modelos, as vendas não foram suficientes, sendo uma fase difícil para a marca, que em 1997 abriu pedido de falência, assim como sua controladora, um ano mais tarde.

Em 2005, no entanto, a Ideal Bike Corporation, terceira maior fabricante de bicicletas de Taiwan, adquiriu 60% da Advanced Sports International Asia, que comercializava a marca Fuji na Ásia, sendo que a produção da marca hoje é dividida entre Taiwan, China e Polônia. Nos Estados Unidos, a marca Fuji é de propriedade da Advanced Sports International (ASI), localizada em Filadélfia, que detém dos direitos de distribuição da marca, que também patrocina atletas e equipes de ciclismo, inclusive no Brasil.



No Brasil, ano após ano, a Fuji vem trazendo novos modelos, sendo seu diferencial o preço atrativo, que historicamente projetou o sucesso da marca, figurando lado a lado com outras grandes marcas mundiais. Atualmente, com cerca de 10 modelos disponíveis no mercado, o destaque fica por conta das bikes aro 29, que são maioria, onde figura o modelo nevada 1.9 como mais acessível, na faixa de R$ 2,2 mil, estando disponível nos tamanhos 15, 17 e 19. Com 21 marchas e freios a disco mecânicos, é uma bike de uso recreacional (não competitivo), que encara bem percursos acidentados e cidade com ótimo conforto, além de possuir excelente geometria, sendo uma das bicicletas aro 29 importadas mais acessíveis do mercado.




Já modelos mais arrojados como a Nevada 1.3 vêm com 27 velocidades, combinando conjunto Alívio/Deore, freios hidráulicos e suspensão com trava no guidão.




Entre as bikes de estrada, destaque para a FUJI  SPORTIF 1.1, que traz componentes Tiagra de 10 velocidades e garfo em Carbono, salientando que a mesma se encaixa no segmento "endurance", ou seja, possui uma geometria mais confortável, propícia para pedalar em pisos e pavimentos mais irregulares, bem como a linha Roubaix, nos modelos 1.5 e 1.3, já com uma geometria mais "road".







Recentemente a Rodociclo recebeu de forma exclusiva várias vários modelos da Fuji, sendo que já estamos na segunda remessa da marca. Estamos aceitando encomendas e oferecendo parcelamento especial para a linha, que promete crescer cada vez mais, devido à ótima aceitação pelo público, bons preços e ampla disponibilidade de tamanhos e modelos. Venha até a Rodociclo e faça um test-drive com um das bikes da linha Fuji 2013!

Equipe Rodociclo

Comentários

  1. Bom dia! pessoal tenho uma bike e nao sei o ano e modelo dela, mas posso garantir que bastante antiga. Ela se parece muito com a bike que aparece a foto de n 2 da pagina de vocês - uma fuji preta que aparece, tem uma bolsa atras do banco. Podem me dizer qual modelo e ano ela pertence. Muito obrigado Lisandro

    ResponderExcluir

Postar um comentário