Tour de France 2014: Nas altas montanhas, Nibali volta a vencer e parece não ter adversários a sua altura.



Hoje o Tour de France chegou ao seu ponto mais alto. No dia que chegou a 2.360 de altura, escalando o Col d'Izoard, o pelotão mais uma vez sofreu na alta montanha, onde as equipes que perderam seus principais atletas, como a Ski e Thinkof-Saxo, tiveram que "se virar" com os demais atletas do elenco. A Sky, aliás, não tem mais nenhum atleta entre os dez primeiros. Richie Porte (Sky) sofreu muito na etapa de ontem, vencida com supremacia pelo italiano Vincenzo Nibali e não aparece mais entre os primeiros. Quem brilhou nos dois dias foi o Polonês Rafal Majka, que ontem foi segundo colocado e hoje venceu. Curiosamente, ele, que ficou em 6º no Giro D' foi chamado às pressas para ocupar o lugar de Roman Kreuziger, que não teve seu passaporte biológico aprovado. 



Alejandro Valverde se mantém em segundo lugar, embora venha perdendo tempo para Nibali nos trechos mais decisivos, onde não tem acompanhado o ritmo do Camisa Amarela. A vitória de ontem e o bom desempenho de hoje, com o segundo lugar, mostram o italiano como franco favorito ao título. Se tudo permanecer como está e nenhum imprevisto ocorrer, Nibali tem tudo para colocar esta, que talvez seja a maior conquista de sua carreira, entre as demais vitórias da sua carreira, como foi o caso do Giro D'Italia do ano passado. 




Joaquim Rodriguez segue atacando nas montanhas, vestindo a camisa de líder da montanha, demonstrando que está voltando à forma. Deve incomodar muito os adversários na Vuelta! As etapas anteriores não foram decisivas na classificação, mas deram chance a ciclistas como Tony Gallopin, que depois da camisa amarela venceu mais uma e para o norueguês Alexander Kristoff, que venceu a 12ª etapa deixando Sagan mais uma vez em segundo lugar. Sagan este ano ainda não encontrou o caminho da vitória, como em anos anteriores, mas mostra-se muito regular, veste a camisa verde e demonstra o talento de um grande ciclista, que por ser jovem, deve dar muitas alegrias aos seus fãs. 




Amanha o Tour percorre longos 222 km, relativamente planos, que não devem modificar a classificação geral e teremos novamente chegadas compactas e velozes, a menos que se componha alguma fuga. 

Amanhã teremos um dia propício para o pedal! Bom pedal e bom final de semana aos nossos leitores!

Equipe Rodociclo. 

Comentários