TOUR DE FRANCE 2014: TONY MARTIN MOSTRA SUPREMACIA E VENCE. NIBALI LEVA A MAILLOT JAUNE A PARIS.



Quando se fala de ciclismo, as certezas são muito improváveis, pois é um universo que depende de muito equilíbrio entre vários fatores, como oportunidade, técnica, talento, tecnologia, condições climáticas e mesmo sorte. Mas ninguém pode ser louco o bastante para duvidar, especialmente quando é Tony Martin que entra em cena e tratando-se de um contra-relógio, tipo de prova que nas últimas temporadas tem sido dominado pelo alemão com uma certa dose de supremacia, estando em um nível acima dos demais concorrentes. E como já prevíamos, ele foi o grande vencedor do dia, percorrendo os 54 km previstos em 01h 06' 21", com média acima dos 48 km/h!!!

Vincenzo Nibali fez uma ótima apresentação, e com o quarto lugar, só ampliou a vantagem sobre os demais competidores. Com os resultados de hoje, a única mudança significativa nos primeiros postos ficou por conta de Thibaut Pinot e Jean-Christophe Péraud, ambos franceses, que alternaram suas posições. Pinot caiu para a terceira colocação, que deverá ser definitiva amanhã após a chegada em Paris. A vantagem de Nibali, com quase 8 minutos para o segundo é incontestável e agora é só uma questão de horas para que o Italiano entre para o grupo seleto de ciclistas que possuem vitória nas três Grandes Voltas.



A etapa de ontem foi chuvosa e extensa, propícia a formação de fugas, culminando com a vitória de Ramunas Navardauskas, campeão lituano, que venceu uma etapa do Tour pela primeira vez na carreira. Peter Sagan viu o sonho da vitória se perder após se envolver em uma queda há três quilômetros da chegada. Amanhã será a última oportunidade para Sagan vencer neste Tour, sendo que será uma chegada dentro do seu perfil. Só precisará mais um pouco de sorte.



Já Alejandro Valverde termina o Tour fora do Top 3. Esteve até a 18ª etapa na vice-liderança da prova, perdeu muito tempo na passagem pelo Tourmalet e Hautacam e hoje acabou o dia em 28º lugar, bem atrás dos dois franceses que ficaram com o segundo e terceiro lugar na geral. Aliás, Péraud e Pinot fizeram um ótimo Tour, com destaque para Pinot, que tem apenas 24 anos e chega a Paris com a Camisa Branca de melhor ciclista jovem, sendo que vem evoluindo a cada ano (10º no Tour de 2012) e tem tudo para dar muitas alegrias e retomar o prestígio do ciclismo francês em grandes voltas internacionais. 

Bom final de semana e ótimo pedal aos nossos leitores!

Equipe Rodociclo. 

Comentários